ImagemATENÇÃO: PROCURA-SE ALGO, NÃO… ALGO  MAIS, NÃO… ALGO ALÉM, NÃO… DESEJO, ESTARÁS AÍ?

Procura-se um amor com mãos grandes e de pegada firme, blusa bem passada, flor na lapela e sorriso boêmio. Que seja boêmio, independe de modernidade. Seja boêmio de passadas, pegadas de um gato borralheiro e sorriso de um Don Juan. Procura-se pela personificação do desejo, aquele sujeito que sempre tem a viola por perto e um mel na conversa, um sujeito que te mostre calma e te devore a mente, pois o corpo é secundário. Procura-se por beijos nos olhos, seguidos de gargalhadas sacanas. Procura-se um hálito de entendimento, mas um entendimento de vida humana, cotidiana, um amor prosaico. Amor ter, de ser e marcas.

Procuro a mim mesma em quem desejo

MAS

Procuro também tudo ao contrário

Procuro uma reinvenção do mapa geográfico do desejo atenuado

Procuro um desejo que grite e pratique crime continuado

Ah, não cesse, não veja a luz, mostre-me 

sem hesitar

a tez que seduz!

(POESIA PROSEADA, VIDA ROMANCEADA – BRUNA ALENCAR)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s