dfgxf

O pio do pássaro que cai
diz muito sobre a queda e sobre o tombo
mas esconde o quanto se quis cair.

O pio do pássaro que cai
é a parte da vida que enoja
se distancia pela permanência de desilusão.

O pio do pássaro que cai
é o protesto por ser tratado como pano
roto e sujo, debaixo do ribombar da vida que passou.

O pio do pássaro que cai
é o som que vem com o asco
daquele que é seu próprio veneno.

O pio do pássaro que cai
é a falta de escapatória, incontido
desvendável fugitivo do concebido em si mesmo.

O pio do pássaro que cai
é o pio que causa vertigem
pede piedade e declara:

“deixe me no chão,
não ouse me levantar
não aguento um dia a mais”

 

(Primeiros Poemas – Bruna Alencar)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s